Turma da Mônica Jovem
Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.
Novo site
Publicidade
OK
Twitter Twitter YouTube YouTube
Fala, Mauricio

Conta Comigo


Edição 10





"Cadê o Chico Bento Jovem?", me perguntam...

Mas por que ele teria que se apresentar como a Turminha desta revista? Está tão bem lá na roça dele, com os pais, os amiguinhos, os animais, na calma vidinha do interior. Qualidade de vida está ali. A água ainda é pura no ribeirão que passa nos fundos da propriedade dos Bento, as frutas que o Chico e a família consomem são colhidas frescas, sem agrotóxicos. As verduras também. Os animais são saudáveis. O pai do Chico e a vizinhança cuidam bem das matas ciliares. Escolhem locais adequados para plantar, para construir. Sabem evitar a erosão. A pororoca. Os adultos trabalham de sol a sol, mas quando terminam a lida na terra, na lavoura, têm um lar tranquilo para onde retornar. As crianças andam bastante para chegar à escolinha, mas, quando chegam, encontram ali uma professora dedicada, carinhosa, bem preparada, a indicar os caminhos da cultura, da educação. E a caminhada para a escola, na ida e na volta, além de bom exercício físico, serve para mostrar, todo dia, as maravilhas da natureza que os cerca. Desde as grandes árvores copadas para a sombra até as carregadinhas de frutos maduros para as delícias do cheiro e do sabor. Nos fins de semana, uma festa na vila, uma quermesse, um baile tocado a sanfona e zabumba, o culto, preenchem as horas alegres da folga. E a vida segue numa rotina anunciada e feliz. Por que mudar? Por que apressar a saída do Chico Bento desse quadro que conhecemos há tanto tempo? A não ser que... Algo ameace esse pedaço de Sertão. Algo tipo... O descuido com a água, com as matas, com as montanhas, com a forma e os locais das construções, com a educação, com o esquecimento dos valores morais, o abandono das tradições, o desamor à terra... Daí, sim, a Turma do Chico teria que reagir... E talvez abandonar o pedaço de chão que conhecemos e amamos.

...

Não é o que queremos... Nem agora nem quando o Chico crescer e tornar-se um jovem de 15 anos. Talvez esteja aí um sinal do que devemos planejar para o Chico, para a Rosinha, para a turminha da roça. Uma série de histórias que mostre a possibilidade da manutenção do jovem na sua própria terra, mantendo suas raízes e usufruindo dos avanços da ciência, da tecnologia, do conhecimento... E do amor ao planeta. Crescendo e prosperando na terra e com a terra. É o que o meu coração começa a planejar para o futuro do meu filho... Chico Bento.


© 2015 - Mauricio de Sousa e Mauricio de Sousa Produções LTDA. - Todos os direitos reservados.
Este site é um instrumento de divulgação das revistas publicadas pela Editora Panini no Brasil, sob licença da Mauricio de Sousa Produções.

Assinatura - Mauricio de Sousa

Panini Comics

Planet Mangá

ContentStuff - Soluções Inovadoras para o Mercado Editorial